Controle genético cria “super vacas” com o dobro de massa muscular

Em nome da ganância da produção industrial, sem levar em conta a ética e a saúde dos animais, um programa apresentado em 2008 pelo National Geographic mostra como a ciência pode ser usada para controlar a natureza.

Ainda que você considere horrível a imagem ao lado, ela é real. Trata-se de uma raça de gado chamada de “Azul Belga”, que leva intencionalmente um gene defeituoso que desregula o crescimento dos músculos, gera um crescimento muscular muito acima do normal, produzindo o dobro de carne que um animal normal.

Fonte: superinteressante.com.br/ideias-verdes.SUPER-VACAS

Veja o programa da National Geographic (em inglês).

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *