12 notícias de marketing que você talvez não tenha visto

Fonte: exame.com
Confira os destaques da semana entre campanhas e ações de marketing controversas.

Machismo? Este sábado é dia de final da UEFA Champions League. E também dia de liquidação de sapatos femininos. Graças à patrocinadora Heineken, a promoção acontecerá durante a partida. Mas a ação dividiu consumidores, que a classificaram como machista.

Bordões. Frases famosas de Sílvio Santos (Quem Quer Dinheiro e Ma-Ma-Ma-Muito Bom) foram licenciadas pelo SBT e viraram produtos como camisetas e capas de celulares. O novo passo ajuda a rejuvenescer a figura do “patrão”, explica o canal.

Mais valiosas. O Google ultrapassou a Apple no ranking anual o BrandZ de marcas mais valiosas do mundo. É a primeira vez que a empresa de Jobs perde a liderança do pódio. Confira as 50 melhor avaliadas.

Coca. Foi graças ao farmacêutico John Stith Pemberton que a Coca-Cola nasceu, nos Estados Unidos, no ano de 1886. A origem do refrigerante mais consumido do mundo foi recontada com uma dose de humor no comercial”Pemberton”.

Carros. A Toyota é a marca de carro mais valiosa do mundo, diz relatório anual da Brand Finance. A japonesa, avaliada em quase 35 bilhões de dólares, é seguida de perto por três marcas alemãs: BMW, Volkswagen e Mercedes-Benz. Confira as 50 melhor colocadas.

Ação. A Netshoes, empresa de comércio eletrônico especializada em artigos esportivos, deu pela primeira vez um passo para fora da internet. A marca da loja virtual poderá ser vista este mês em máquinas para vender camisas da seleção brasileira.

Promoção. O Procon-SP notificou a Pepsico do Brasil após reclamações de consumidores sobre a promoção Junta Que Dá, lançada pela fabricante no começo deste ano. A empresa terá de prestar esclarecimentos sobre a ação, questionada por clientes nas redes sociais.

Polêmica. Uma campanha publicitária da imobiliária paulistana Plano & Plano tornou-se alvo de críticas. A peça de divulgação, no formato conhecido como homem-placa ou homem-seta, levantou reações negativas por esconder propositalmente a figura do trabalhador.

Facebook. O Facebook está ampliando seu novo serviço de anúncios em vídeo, permitindo que anunciantes mostrem comerciais similares aos de TV para usuários da rede social na Grã-Bretanha, Brasil e cinco outros países.

Plágio? A nova marca dos Correios gerou polêmica: a nova identidade visual foi apresentada no início do mês e gerou denúncias de ser cópia do logo de uma empresa atacadista do Espírito Santo.

Copa. O Guaraná Antarctica, patrocinador da Seleção Brasileira, vestiu suas latas de refrigerante com a camisa dos 23 convocados por Felipão. As novas embalagens chegam aos pontos de venda do Brasil inteiro no final do mês de maio.

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

28 concursos com inscrições abertas pagam até R$ 23,9 mil

Fonte: exame.com
Há oportunidades em 16 estados do Brasil com salários a partir de R$5 mil. Algumas inscrições encerram amanhã. Confira.

Para quem quer seguir carreira pública, veja os concursos públicos com inscrições abertas. As oportunidades profissionais estão espalhadas por todas as regiões do país.

São 396 vagas e formação de cadastro de reserva em cargos de nível médio/técnico e superior. Há vagas para formados em administração, contabilidade, economia, engenharia agrícola, engenharia agronômica ou agronomia, engenharia civil, engenharia elétrica, engenharia mecânica, gestão de agronegócio, auditoria e comunicação social.

Salários: até R$ 5.112,07

Inscrições: até 28 de maio no site do IADES 

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

Quatro regras simples para evitar gafes no trabalho

Fonte: exame.com

Confira as atitudes básicas que facilitam, e muito, a convivência no escritório e diminuem as chances de conflitos profissionais.

Pode até parecer bobagem, mas cometer gafes no trabalho é algo que vai minando as relações com chefes e colegas e pode, sim, prejudicar a sua reputação profissional.

É o que afirma Madalena Feliciano, diretora da Outliers Careers. E isto faz sentido em um cenário em que as pessoas são contratadas por sua competência técnica e demitidas por suas deficiências comportamentais.posturas

De acordo com ela, quem segue algumas regras básicas evita grande parte das gafes. Veja quais são:

1 Observação do ambiente

Observar antes de agir é essencial para não ganhar fama de “o chato do escritório”. Segundo Madalena, muitas gafes ocorrem por falta de atenção ao ambiente.

Comentários, risadas e piadas fora de hora, interrupções desnecessárias, trocar nomes de colegas são, muitas vezes, resultado de pouca observação. Esteja atento.

2 Familiaridade com a cultura da empresa

Há lugares em que o acesso aos chefões é livre. Por outro lado, há empresas em que a hierarquia deve ser estritamente respeitada e ir direto à sala do diretor, sem antes falar com o gerente, pode ser uma atitude mal interpretada.

Existem empresas em que o dress code é totalmente informal. Mas existem organizações em que a roupa é bastante observado.

Estes são apenas dois aspectos variáveis de um ambiente a outro e que fazem parte da cultura das empresas. Para quem considera um mistério a cultura do seu local de trabalho, existem maneiras fáceis de descobri-la.

3 Comunicação objetiva

A habilidade de comunicação tem sido uma característica muito valorizada pelas empresas. E objetividade é essencial.
Nada mais irritante do que profissionais que falam demais, que abusam de “achismos”.

“É preciso saber se colocar e ter conhecimento do assunto antes de falar”, diz Madalena. Ouça mais e espere ter certeza antes de falar.“Se a pessoa não tem conhecimento do assunto é melhor dizer que prefere pesquisa antes de falar”, diz Madalena.

4 Cordialidade

Postura cordial é fundamental, sempre, segundo a especialista. Disposição para ajudar os colegas e atitude respeitosa evitam mais problemas de relacionamento do que você imagina.

“Educação vem em primeiro lugar”, afirma Madalena. Trate colegas, subordinados, chefes e clientes como gostaria de ser tratado.

Postura corporal também deve receber atenção já que pode denunciar seus pensamentos. Por exemplo: ficar “jogado” na cadeira e com o rosto apoiado pela mão durante uma reunião são claros sinais da falta de vontade de estar ali. E, provavelmente, quem está falando vai perceber isso.

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

5 cargos mais procurados em Marketing e comunicação

Mercado editorial dita o ritmo das contratações no primeiro trimestre, seguido pela indústria de bens de consumo não duráveis. Editores de livros foram os mais demandados

Por Renata Leite, do Mundo do Marketing | 13/05/2014 – renata.leite@mundodomarketing.com.br

 Os profissionais mais procurados pelo mercado nas áreas de Marketing e comunicação neste primeiro trimestre foram os editores de livros e os analistas de Marketing para editoras, segundo levantamento da Page Personnel. O aumento da disputa pela venda de publicações ditou o ritmo das contratações, de acordo com a consultoria. Houve abertura de vagas também no setor de bens de consumo não duráveis, segundo o banco de dados da recrutadora.

Foi registrado um aumento de 30% na procura por editores de livros. As empresas buscam profissionais qualificados para o cargo, com boa bagagem cultural e perfil dinâmico, que consigam se adaptar rapidamente a mudanças de cenário. O salário médio para um cargo pleno é de R$ 5 mil.

Esse mercado também busca profissionais capazes de melhorar a estratégia de divulgação de seus produtos. Houve um aumenta de 30% na demanda por analistas de Marketing que possam interferir no ponto de venda, analisar o mercado e a concorrência para identificar a melhor estratégia de posicionamento. O salário médio pleno é de R$ 4,2 mil.

O setor de bens de consumo aparece na terceira e quarta posições em contratação. A indústria está em busca de profissionais para vendas off trade, que tenham experiência no varejo ou com distribuidores, com boa capacidade de negociação. O aumento na demanda no trimestre também foi de 30%. O salário médio é de R$ 5 mil, além da comissão.

O cargo para vendas on trade aparece em quarto lugar, com busca por vendedores que tenham habilidade para relacionamento com os clientes. Houve um crescimento de 30% nas vagas. A remuneração média é de R$ 4 mil, além da comissão.

Em quinta posição, aparece o analista de reconhecimento, buscado por empresas de venda porta a porta, que querem motivar seus representantes. O aumento na demanda foi de 15%, com salário médio oferecido do R$ 6 mil.

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter