Porta-garrafa anula sinal de celular em mesa de bar

Quem frequenta bares e restaurantes com amigos sabe que em algum momento a atenção de todos na mesa será única e exclusivamente para o celular.

polarPensando nessa contemporânea falta de interação social nos bares, a cerveja Polar lançou um porta-garrafa que promete anular o sinal do celular.

A partir do momento em que a cerveja é colocada no porta-garrafa, um sinal luminoso se acende e o sistema é ativado, anulando o sinal de todos os dispositivos que estiverem naquela mesa.

Desenvolvido em uma impressora 3D em resina semitransparente, o porta-garrafa foi patenteado pela agência Paim, parceira da Polar para a criação do anulador.

O sistema utilizado é similar ao instalado em presídios, porém com um raio de abrangência de 1,5 metro. Ele funciona com uma bateria recarregável que dura em média 4 horas.

Por enquanto, o porta-garrafa está disponível em alguns bares de Porto Alegre, onde a cerveja Polar é fabricada. Mas os interessados podem sugerir outros locais para a empresa por meio da fanpage ou do aplicativo no Facebook.

Assista ao vídeo.

Fonte: exame.abril.com.br.

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

Redes Sociais: sabendo usar não vai magoar e nem irritar

Todo cuidado é pouco para quem se expõe nas redes sociais.

Não é surpresa a ninguém que a Internet mudou completamente a vida de muita gente. Através dela se podem conseguir muitas coisas: novas amizades, comprar, vender, paquerar, reunir, criticar, elogiar etc. Entretanto, como tudo em nossas vidas, existem os prós e contras que devemos observar atentamente.

redesSegredos quase não existem mais e saltaram das páginas dos tradicionais diários de infância e adolescência para circular livres, leves e soltos pelas plataformas em que se formam as redes sociais. O que antes ficava guardado a sete chaves, hoje, torna-se público num tocar de dedos.

Falar do próprio estado de espírito tornou-se mensagem prioritária assim que se acessa a web. Brincar com o colega porque seu time perdeu, criticar governos e autoridades, assim como reclamar da segunda feira ou agradecer a sexta, são assuntos onipresentes.

O agravante é a falta de bom senso de muitos, que se expõem exageradamente, revelando endereço, nome e fotos do bebê, da mamãe, da vovó, se está sozinho, se vão ou foram viajar, além de falar do local de trabalho e carro que usam. Dentre tantas informações irrelevantes, desabafam que brigaram com o namorado ou a namorada. Nesses casos, palavrões são utilizados e segredos íntimos do relacionamento revelados. Tudo alí, para todo ver.

Qual o reflexo disso? São muitos. Pelo lado pessoal, além de familiares, amigos e colegas, essas informações chegam aos desconhecidos e, muitas vezes, podem ser utilizadas para a prática de crimes no mundo virtual e no real. Quantos encontros marcados online não culminaram em roubos, sequestros ou mortes?

Pelo lado profissional, é preciso estar atento, pois as empresas utilizam as mídias sociais para conhecer o lado oculto de seus funcionários ou candidatos. O que não fica claro e transparente nos processos de seleção, muitas vezes se escancara na Web e pode ser decisivo para a promoção ou contratação de alguém.

As redes sociais são úteis em nosso dia-a-dia. Facilitam a comunicação, encurtam distâncias, nos alertam sobre produtos e empresas, nos convocam para manifestos populares e mais: ganham a cada dia maior atenção dos diversos segmentos da economia mundial.

Use-as com bom senso!

Vorlei Guimarães – www.vorlei.com.br – 07/8/12

 

 

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

Cresce o número de empresas que pagam para saber quanto valem suas marcas

A obsessão das empresas de ter métricas para tudo chegou ao marketing. O desejo de mensurar ativos intangíveis criou uma demanda crescente por consultorias que traduzem em reais o valor das marcas. Neste ano, 23% dos presidentes de grandes empresas no Brasil disseram que avaliam o valor financeiro de suas marcas, ante 10% em 2008, segundo pesquisa do Grupo Troiano de Branding feita entre maio e junho.

marcas“Os executivos sentem uma necessidade em justificar investimentos robustos nas suas marcas. Para isso, precisam saber quanto elas valem e como fazer para valorizar esses ativos”, diz Jaime Troiano, presidente do grupo Troiano, dono da Brands & Values, empresa criada em 1999 para fazer avaliação financeira de marcas em parceria com a Setape, especializada em avaliação de ativos.

Além da Brands & Values, outras consultorias se especializaram em calcular quanto valem as marcas, como a BrandAnalytics e a Interbrand. Cada uma definiu seu próprio método, mas todos eles misturam conceitos tradicionais do merc

ado financeiro de avaliação de ativos com pesquisas que medem a força da marca e seu peso na decisão de compra – e, consequentemente, seu poder de geração de caixa futuro. Com base em informações públicas das companhias, é possível, até mesmo, criar rankings das marcas mais valiosas.

Uma das primeiras a mensurar o valor financeiro de marcas foi a Interbrand, que desenvolveu em 1988 uma metodologia em parceria com a London Business School. A empresa oferece o serviço de avaliação de marca no Brasil desde 2

001, além de consultorias de gestão de marcas. “Hoje, um terço dos nossos projetos envolvem avaliação financeira de marcas. Há quatro anos era um em cada 15″, diz a diretora executiva da Interbrand Brasil, Daniella Giavina-Bianchi.

Ferramenta. Segundo

as três consultorias, as empresas usam o valor financeiro da marca como uma ferramenta de gestão do ativo. “Um diretor de marketing não pode mais sustentar de forma subjetiva que uma campanha foi boa ou ruim. Ele precisa medir a efetividade das ações de comunicação e afirmar, por exemplo, que uma campanha ad

icionou R$ 10 milhões ao valor de uma marca”, diz Eduardo Tomiya, sócio-fundador da BrandAnalytics.

O banco Santander, por exemplo, iniciou as análises financeiras de marca no Brasil após a aquisição do Banco Real, em 2007, que acompanhava o valor da sua grife desde 2005. O banco faz uma avaliação anual da sua marca no Brasil – mas não abre o valor dela. No ranking global da Interbrand, a marca é a 76ª mais valiosa no mundo, avaliada em US$ 4,77 bilhões.

“O mais importante para nós não é a cifra de quanto ela vale. Mas a conta nos mostra de que forma poderemos alavancar a percepção de valor da marca”, diz a diretora de marketing e marca do Santander, Paula Nader.

A Alpargatas, dona de nove marcas no Brasil, como Havaianas, Topper, Rainha, Mizuno e a recém-adquirida Osklen, faz avaliações recorrentes dentro da própria companhia de quanto cada marca influencia na geração de caixa da empresa, diz o presidente da Alpargatas, Márcio Utsch.

“A marca pesa imensamente no nosso resultado. Não temos condições de vender os nossos produtos sem uma marca forte. Seria uma competição por commodities”, diz o presidente da Alpargatas. “Somos uma gestora de marcas”, conclui.

A Havaianas é a 22º no ranking da Interbrand de marcas brasileiras, avaliada em R$ 306 milhões. Na lista da BrandAnalytics de 2013, a empresa está em 29º, avaliada em US$ 422 milhões.

As principais razões para uma empresa avaliar financeiramente suas marcas é monitorar o valor do ativo e gerenciar -e justificar -a verba de marketing. Há, no entanto, outras motivações para as companhias buscarem quantificar o valor das marcas. Segundo Troiano, cerca de 20% da demanda por avaliação de marcas na Brand & Value é de empresas em processo de compra ou venda. “O valor da marca impacta o preço da empresa.”

Fonte: Estadão  Por: Marina Gazzoni
Publicado em 05 de Agosto de 2013

 

 

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

Os 100 sites mais úteis da internet mundial

A internet tem muitas ferramentas online extremamente úteis para a sua vida. Este listão, publicado no Blog Treta, traz 100 links que podem ser bem úteis para o seu dia-a-dia na Web:web

01. screenr.com – Grave vídeos do seu desktop e mande diretamente para o Youtube
02. bounceapp.com – Para capturar screenshots em tamanho completo de páginas da web
03. goo.gl – Encurtar URLs e transformá-las em QR codes
04. untiny.me  – Encontrar a URL original por trás de uma URL encurtada
05. qClock – Saber a hora local de uma cidade usando Google Maps
06. copypastecharacter.com  – Copiar caracteres especiais que não ficam no teclado
07. postpost.com – Uma ótima ferramenta de busca para Twitter
08. lovelycharts.com – Criar flowcharts, diagramas, sitemaps, etc.
09. iconfinder.com  – O melhor lugar para encontrar ícones de todos os tamanhos
10. ifttt.com – Crie uma conexão entre todas as suas contas/perfis online
11. followupthen.com – A maneira mais fácil de criar lembretes por email
12. jotti.org – Escanear qualquer arquivo suspeito ou anexos contra vírus
13. wolframalpha.com – Conseguir respostas diretamente, sem busca (mais detalhes em wolfram tips)
14. printwhatyoulike.com – Copiar páginas web sem precisar cortá-las
15. joliprint.com – Reformata artigos e conteúdo de blog como um jornal
16. ctrql.org – Ferramenta de busca para RSS feeds
17. e.ggtimer.com – Um simples timer para suprir suas necessidades diárias
18. coralcdn.org – Se um site está fora por alta quantidade de tráfego, tente acessá-lo via CoralCDN
19. random.org – Escolher números randômicos, jogar cara ou coroa, etc.
20. pdfescape.com – Para conseguir editar arquivos em PDF direto no browser
21. otixo.com – Gerencie seus arquivos das contas de Dropbox, Google Docs, etc.
22. tubemogul.com – Upload de vídeos diretamente no YouTube e em outros sites de vídeo, simultaneamente
23. dabbleboard.com – Seu quadro branco virtual
24. scr.im – Compartilhe seu endereço de email sem se preocupar com spam
25. spypig.com – Para enviar receitas direto no seu email
26. sizeasy.com – Visualizar e comparar o tamanho de qualquer produto
27. myfonts.com/WhatTheFont – Determinar rapidamente o nome da fonte utilizada, a partir de uma imagem
28. google.com/webfonts – Uma ótima coleção de fontes open source
29. regex.info – Encontrar dados escondidos em suas fotos – veja mais em EXIF tools.
30. livestream.com – Transmitir eventos ao vivo pela web, incluindo seu desktop
31. iwantmyname.com – Auxilia a buscar domínios dentro de todas as TLDs
32. homestyler.com – Projete/desenhe de um rascunho inicial ou remodele sua casa em 3d
33. join.me – Partilhe sua tela com qualquer pessoa online
34. onlineocr.net – Para reconhecer textos de PDFs escaneados – veja mais OCR tools
35. flightstats.com – Veja os status de qualquer vôo em qualquer aeroporto do mundo
36. wetransfer.com – Para compartilhar grandes arquivos online
37. pastebin.com – Um clipboard temporário para seus textos e pedaços de código
38. polishmywriting.com – Corretor ortográfico para erros de digitação ou gramaticais
39. marker.to – Para grifar as partes mais importantes das páginas
40. typewith.me – Trabalhe no mesmo documento com várias pessoas editando-o
41. whichdateworks.com – Planejando um evento? Encontre uma data que funcione para todos
42. everytimezone.com – Uma maneira menos confusa de ver todas as time zones do mundo
43. gtmetrix.com – A ferramenta perfeita para medir a performance do seu site online
44. noteflight.com – Imprimir folhas pautadas para música, escrever suas próprias músicas online (review)
45. imo.im – Conversar com amigos no Skype, Facebook, Google Talk, etc de um único local
46. translate.google.com – Traduzir páginas, PDFs e documentos do pacote Office
47. kleki.com – Criar pinturas e rascunhos com uma infinita gama de pincéis
48. similarsites.com – Descobrir novos sites, parecidos com os que você já gosta e conhece
49. wordle.net – Rapidamente resumir textos longos com nuvem de tags
50. bubbl.us – Criar mind-maps e ideias de brainstorm no browser
51. kuler.adobe.com – Conseguir sugestões de cor ou extrair cores de fotografias
52. liveshare.com – Compartilhe suas fotos em formato de álbum imediatamente
53. lmgtfy.com – Quando seus amigos são preguiçosos demais para usar o Google sozinhos…
54. midomi.com – Para quando você precisa encontrar o nome de uma música
55. bing.com/images – Para encontrar automaticamente e no tamanho perfeito o papel de parede do seu mobile
56. faxzero.com – Mandar fax online de graça
57. feedmyinbox.com – Receber RSS feeds como um jornal no email
58. ge.tt – Mande rapidamente um arquivo para alguém, e permite preview antes de executar o dowload
59. pipebytes.com – Transferir arquivos de qualquer tamanho sem utilizar servidores de terceiros
60. tinychat.com – Criar uma sala de chat particular em segundos
61. privnote.com – Criar texto que será automaticamente destruído depois de lido
62. boxoh.com – Acompanhar o status de envio por correio via Google
63. chipin.com – Para quando você precisa levantar fundos para evento ou causa
64. downforeveryoneorjustme.com – Para descobrir se seu site favorito está offline ou não
65. ewhois.com – Encontre os outros sites de uma pessoa através de um caminho inverso de analytics
66. whoishostingthis.com – Encontre o host de qualquer site
67. google.com/history – Encontrou no Google mas não se lembra?
68. aviary.com/myna – Um editor de áudio online – para gravar e remixar
69. disposablewebpage.com – Crie uma página temporária que se auto-destrói
70. urbandictionary.com – Encontre definições para gírias e linguagem informal
71. seatguru.com – Consulte esse site antes de escolher o assento do seu próximo vôo
72. sxc.hu – Download grátis de imagens
73. zoom.it – Veja imagens em altíssimas resoluções sem precisar rolar a tela
74. scribblemaps.com – Cria facilmente locais customizados no Google Maps
75. alertful.com – Cria alertas via e-mail para eventos importantes
76. encrypted.google.com – Permite que seu chefe não veja seus critérios de busca
77. formspring.me – Pergunte ou responda coisas pessoais aqui
78. sumopaint.com – Excelente editor de imagem online (baseado em camadas)
79. snopes.com – Descubra se a oferta que chegou por e-mail é spam
80. typingweb.com – Aulas online e práticas de digitação
81. mailvu.com – Para enviar vídeos por e-mail
82. timerime.com – Cria uma timeline com áudio, vídeo e imagens
83. stupeflix.com – Faz um filme com suas imagens, vídeos e áudio
84. safeweb.norton.com – Confira o nível de confiança de qualquer página
85. teuxdeux.com – Uma lista de coisas para fazer que parece um  diário
86. deadurl.com – Você vai precisar disso quando suas páginas favoritas forem deletadas
87. minutes.io – Para capturar notas rápidas de reuniões
88. youtube.com/leanback – Assitir canais do Youtube no modo TV
89. youtube.com/disco – Rapidamente cria uma playlist do seu artista favorito
90. talltweets.com – Para enviar twits maiores que 140 caracteres
91. pancake.io – Cria um site simples, usando sua conta no Dropbox
92. builtwith.com – Encontre a tecnologia utilizada em qualquer website
93. woorank.com – Vasculhe qualquer página com uma perspectiva SEO
94. mixlr.com – Transmita som ao vivo pela web
95. radbox.me – Favorite vídeos para assistir mais tarde
96. tagmydoc.com – Inclua QR codes nos seus documentos e apresentações
97. notes.io – A maneira mais fácil de escrever lembretes
98. ctrlq.org/html-mail – Envie e-mails anonimamente no formato rich-text
99. fiverr.com – Contrate pessoas para fazer qualquer coisa por 5 dólares
100. treta.com.br – Vá direto ao que interessa na internet!

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

Obsolescência Programada

O desgaste natural dos produtos é normal, porém, fabricá-lo de maneira a encurtar sua vida útil é uma prática habitual dos diversos setores da indústria. De forma bem simplista, é como comprar uma caneta com metade da carga.

Reduzir a vida útil de um produto para aumentar a demanda por versões mais novas é prática comum entre as empresas fabricantes. Significa que o consumidor compra um produto com validade mais curta do que deveria.

As lâmpadas são um dos principais exemplos da obsolescência programada. Há muitos anos, quando elas foram criadas, tinham uma vida útil bastante longa, o que despertou a ganância dos fabricantes que perceberam que venderiam um número menor de lâmpadas. Diante do fato, criaram um modelo de fabricação que reduziu o funcionamento das lâmpadas. Basta observar nas embalagens a informação de durabilidade de apenas mil horas.lampada

Essa estratégia desperta o consumo e estimula à compra de novos modelos. Aliás, se você tentar consertar o produto, perceberá que o custo é muito próximo do valor de um novo. Em muitos casos, até mais caro. E para alguns produtos com defeitos, propositadamente, torna-se difícil descartar.

Além das lâmpadas, os computadores pessoais ficam lentos e travam constantemente. Durante a garantia eles funcionam normalmente. Basta chegar ao fim desse prazo para apresentarem defeitos.

A obsolescência programada gera um grave problema ambiental e social. A população mundial consome 30% a mais do que a Terra consegue recuperar. É necessário que haja mudanças nos níveis de produção e consumo para diminuir o descarte de toneladas de lixo eletrônico e tóxico no planeta.

Uma das causas mais terríveis é a permanente emissão de gases de efeito estufa. Segundo reportagem da IstoÉ,  de 05 de agosto, não houve redução da emissão de gases em 2012. Só no Brasil, foram emitidas 71,6 milhões de toneladas de gás carbônico. Grande parte desse resultado é causado pelo incessante processo produtivo das empresas.

É dever dos governos regularizar e fiscalizar a produção. As empresas devem garantir ao consumidor o acesso a informação, bem como, se responsabilizar pelo ciclo de vida dos produtos. A nós, consumidores, cabe a sensibilização para reduzir o consumo desnecessário e dar fim a obsolescência programada, prática ilegal que enriquece empresas e provoca sérios e, talvez, irrecuperáveis danos socioambientais ao mundo.

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

Atendimento e relacionamento

Pesquisas mostram que os consumidores só vão as redes sociais reclamar caso sejam mal atendidos no SAC de outros canais duas vezes. Então, encontram outros consumidores com os mesmos problemas e em questão de poucos dias uma única reclamação se torna compartilhada e comentada por centenas e até milhares de outros consumidores solidários, até eclodir na mídia de massa causando queda nas vendas e remoção dos produtos das prateleiras de supermercados.

Esta é a hora mais cara para se reverter a situação. E se houver reversão, o que é imprevisível.

Empresas e governos sofrem e continuarão sofrendo crises em suas devidas proporções por continuar a ignorar o real potencial das redes sociais. Quantas fan pages e twitters conhecemos, de instituições públicas e privadas, criados sem nenhum propósito claro de serviço? Alguns com centenas, senão milhares de reclamações, respondidos por mensagens robóticas, apáticas e até sarcásticas que não fazem mais do que irritar seus consumidores causando mais prejuízos.

Publicado ontem no Webinsider.

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter